Artigos

CORUM XL reforça a sua posição em 2021

Por Frédéric Puzin,
fundador da CORUM

 

Existem diferenças entre CORUM XL e CORUM Origin?

É o CORUM XL diferente do CORUM Origin? Definitivamente! É verdade que também investe em edifícios ocupados por empresas que se comprometeram a pagar a sua renda a longo prazo - no caso do CORUM XL, estão, em média, comprometidos por um período de 6,5 anos. Tal como o CORUM Origin, ele tenta tirar partido dos mercados em vez de simplesmente aceitá-los. Investe em mercados que são favoráveis aos investidores e vende edifícios que os vendedores querem.

Mas também investe fora da zona euro, expondo-se a um risco adicional: o risco monetário. Um risco - isso é inegável - mas também uma oportunidade, segundo a nossa convicção. Porque, tal como com outros ativos, o mesmo se aplica neste caso: Se o investimento for feito num país cuja moeda pareça fraca contra o euro na altura, então o risco transforma-se numa oportunidade favorável. Tal como no mercado imobiliário. CORUM XL combina ambos.

O quinto ano de superação dos objetivos é muito satisfatório para os investidores do CORUM XL. Certamente, não podemos saber se o futuro será semelhante ao passado. Mas podemos assegurar-lhe que a nossa estratégia não mudará.

 

Primeira propriedade vendida do CORUM XL

CORUM XL já tem cinco anos e pode portanto entrar numa nova fase da sua história ao começar a vender propriedade para gerar ganhos potenciais e reinvestir. No caso do CORUM XL, deve-se tentar combinar um lucro do imóvel com um ganho monetário se o imóvel estiver localizado num país fora da zona Euro. A revenda, quando os ganhos potenciais são estabelecidos, significa utilizar o valor gerado e eliminar o risco de perda: Porque não se pode perder aquilo que já se fez! E não nos devemos arrepender se os lucros pudessem ter sido mais elevados numa venda posterior: Melhor um pássaro na mão do que dois a voar!

Assim, CORUM XL vendeu a sua primeira propriedade em Dezembro de 2021, um pacote de 9 hotéis em Espanha (os outros 8 hotéis eram detidos por CORUM Origin). Esta transação gerou um lucro de 1,9 milhões de euros, que foi distribuído a todos os investidores do CORUM XL. Um lucro que se mostrou diretamente na sua conta bancária!

Quanto às quatro moedas do portfolio do fundo (coroa norueguesa, zloti polaco, dólar canadiano e libra britânica), continuamos a acompanhar o seu desempenho e especialmente as suas perspetivas a longo prazo. A libra subiu 6,2% em relação ao euro até 2021, terminando o ano em 1,19 - com a taxa média de compras do CORUM XL no Reino Unido desde o início em 1,13. O dólar canadiano subiu quase 8% em relação ao euro. Não se trata de contar os ovos antes de serem postos, ou os preços dos imóveis antes de serem vendidos. No entanto, o impacto nas rendas recebidas pelo CORUM XL em moeda estrangeira, que beneficia diretamente destes aumentos de preços, também tem um impacto positivo nos dividendos.

Em 2022, manteremos o mesmo curso que seguimos em 2017 quando lançámos o CORUM XL.

 

A decisão para fundos imobiliários diversificados: perspetivas interessantes

As ações da CORUM XL não são investimentos garantidos. Como em qualquer investimento imobiliário, existe um risco de perda de capital devido a alterações nos mercados imobiliários e nas taxas de câmbio. Além disso, os retornos podem aumentar ou diminuir, dependendo da situação do mercado imobiliário.

No entanto, a longo prazo, os fundos imobiliários oferecem a perspetiva de rendimentos elevados. Há duas razões para isto: Em primeiro lugar, consistem em edifícios diversificados localizados em cidades dinâmicas; em segundo lugar, oferecem uma diversificação eficaz dos riscos de aluguer, uma vez que investem em diferentes sectores económicos e têm uma vasta gama de inquilinos.

O rendimento médio dos SCPI franceses (Société Civile de Placement Immobilier: fundos imobiliários não cotados) foi de 4,18% em 2020 e 4,3% em 2021. No entanto, alguns produtos obtiveram resultados mais elevados. Este foi o caso de CORUM XL e CORUM Origin, dois SCPIs diversificados investidos na zona Euro e mais além. Em 2021, geraram um retorno de 5,84%* e 7,03%*, respetivamente. A sua taxa interna de retorno** é de 10% em 10 anos (objetivo) e 6,6% em 10 anos, respetivamente.

 

As unidades CORUM XL são um investimento imobiliário. Como com qualquer investimento imobiliário, é um investimento a longo prazo com liquidez limitada. Recomendamos um horizonte de investimento de 10 anos. Há um risco de perda de capital. O capital investido e os retornos não são garantidos e dependem do desenvolvimento do mercado imobiliário. CORUM Asset Management não garante o resgate das suas unidades. Como com qualquer investimento, o desempenho passado não é garantia de desempenho futuro.

* Rendimento dos dividendos: O dividendo bruto, antes de impostos portugueses e estrangeiros (pago pelo fundo em nome do investidor), distribuído (incluindo dividendos extraordinários provisórios e ações na mais-valia distribuída de 0,10% em 2021) para o ano N, dividido pelo preço de compra de uma unidade a 1 de Janeiro do ano N. Através deste rácio, o desempenho financeiro do CORUM XL para o ano pode ser medido.

** Taxa interna de rentabilidade (TIR): Mede a rentabilidade do investimento durante um determinado período. Tem em conta a evolução do valor unitário, os dividendos distribuídos durante o período e as taxas de subscrição e gestão suportadas pelo investidor.

Partilhar