Na imprensa

Corum estreia selo "ESG" nos fundos imobiliários em Portugal

O fundo da gestora francesa obteve a distinção por parte do Ministério da Economia e Finanças Francês, tornando-se o primeiro fundo imobiliário com este selo em Portugal.

O Corum Eurion passou a ser comercializado com a classificação ESG (critérios ambientais, sociais e de governo societário), tornando-se o primeiro fundo imobiliário do país a apresentar este selo verde.

De acordo com um comunicado emitido esta segunda-feira pela gestora francesa, o selo foi atribuído pelo Ministério da Economia e Finanças Francês ao fundo, uma distinção que é atribuída a diferentes tipos de fundos, nomeadamente imobiliários, desde que gestão integre questões ambientais, sociais e de governação (ESG) na sua estratégia de investimento.

Em termos de objetivos ESG, o fundo Eurion tem como meta reduzir o consumo de energia dos seus edifícios, com vista a reduzir a pegada de carbono, bem como o consumo de água e a produção de resíduos, e incentivar a eco-mobilidade.

A nível social procura melhorar o conforto, o bem-estar e a saúde dos ocupantes dos seus edifícios, bem como a acessibilidade aos transportes públicos, serviços e pessoas com mobilidade reduzida.

Já no que diz respeito à "governance", pretende estabelecer um diálogo com os seus arrendatários de forma a ter uma abordagem comum às questões ambientais e sociais, refere o comunicado.

"Como parceiros de longo prazo de investidores e arrendatários, é natural integrar componentes ambientais e sociais no investimento e na gestão imobiliária dos nossos ativos. A eficiência ambiental dos edifícios e o bem-estar dos seus ocupantes é uma alavanca para atingirmos o nosso objetivo de desempenho. Esta classificação é o simples reflexo das nossas convicções", realça José Gavino, diretor da Corum Investment em Portugal, citado no mesmo documento.

Ao contrário do que acontece nos fundos mobiliários, onde já havia alguns produtos com fins sustentáveis, na indústria dos fundos imobiliários, o fundo da Corum é o primeiro a ser negociado com esta marca "verde".

Para garantir que o fundo cumpre estes critérios ESG, o fundo Eurion adotou 23 critérios: 9 ambientais, 8 sociais e 6 de governação.

Lançado em 2020, o fundo Eurion é comercializado, para já, junto apenas de investidores profissionais e e investe exclusivamente em ativos imobiliários na zona euro.

 

Fonte: Jornal de Negócios

Partilhar