Artigos

Uma reunião com Benjamin, um novo investidor CORUM

Queremos conhecê-lo melhor, compreender melhor as suas expectativas e as motivações que o levam a querer investir de forma diferente, juntando-se à CORUM Investments. Compreender como vive a sua experiência enquanto investidor da CORUM Investments é importante para que possamos continuar a melhorar.

O que o levou a decidir confiar-nos as suas poupanças?

Benjamin: Foi um assessor financeiro que me falou sobre a CORUM e disse que se tratava de um bom investimento. Para mim, os fundos imobiliários eram apenas um produto como qualquer outro, pelo que não estava realmente interessado neles. Até que um amigo voltou a falar-me deste assunto alguns anos mais tarde, elogiando tanto a transparência da CORUM, como o interesse financeiro das soluções oferecidas.

Não conhecendo realmente o princípio dos fundos imobiliários, li sobre este tema para compreender como funcionam. Depois aproximei-me da CORUM Investments, comecei a falar com o meu assessor, e fui em frente. Estava pronto a assumir uma parte do risco para diversificar os meus ativos. 

Acabou de mencionar "um produto como qualquer outro". O que é que isso significa?

Benjamin: Na realidade, para um principiante, nem sempre é fácil compreender do que estamos a falar. É um produto de que se ouve falar, sem realmente compreender do que se trata, como qualquer outro. Um fundo imobiliário está rodeado de uma linguagem bastante assustadora, com o seu "rendimento", as suas "ações", a sua forma de "empresa". Para mim, que sou um trabalhador no mundo empresarial, a palavra "empresa" é um pouco preocupante. No entanto, agora compreendo que não há razão para fazer um grande alarido. Assim que se aprende como funciona e se compreende esta linguagem específica, é fácil de compreender o que é um fundo imobiliário. 

Então, o que o atraiu especificamente para a forma como os fundos imobiliários funcionam?

Benjamin: Conheço as dificuldades que se podem encontrar com os arrendatários. Aqui, são vocês, a sociedade gestora, que são o intermediário. É por isso que escolhi os fundos imobiliários: para não ter de ser eu próprio a lidar com os problemas da gestão. Outra vantagem para mim é que os fundos imobiliários me permitem diversificar os meus ativos. Eu já tinha imóveis que arrendava a particulares. Nos fundos imobiliários, os edifícios são arrendados a arrendatários profissionais. Seria uma pena privarmo-nos desta gestão a que não temos acesso como investidores individuais. Pessoalmente, sinto-me mais seguro quando sei que os meus investimentos estão diversificados. 

O que aprecia particularmente nas soluções CORUM Investments?

Benjamin: A primeira coisa que me impressionou e que realmente gostei foi o preço de entrada. É baixo na CORUM. Pode investir em imóveis a partir de 195 euros (por uma unidade no fundo CORUM XL*, nota do editor). Isto convenceu-me. Também me senti muito atraído pelo conceito de poupança mensal. Gosto do princípio do PEP (Plano de Investimento Periódico), porque me permite poupar sem esforço, automaticamente. É o cliente que define a frequência e o montante dos seus pagamentos, e segue um ritmo: investe ou poupa sem pensar nisso. Optei por investir mensalmente, no início do mês, assim que recebo o meu salário. 

Agora que tem um pouco de perspetiva, qual é a sua experiência de relações com clientes na CORUM Investments?

Benjamin: Pedi para ser contactado através do website, preenchendo o formulário. Fui então contactado de volta por um assessor financeiro da CORUM Investments e desde então tenho mantido uma relação direta com ele, o que agradeço. Acho que a relação é diferente daquela que se pode ter com um consultor bancário, que dá sempre a impressão de que está a tentar vender-lhe o seu produto e que está a agir no seu próprio interesse e não no nosso. Na CORUM, as pessoas vêm porque estão convencidas. Verei como as coisas evoluem a longo prazo, sabendo que é sempre possível sair vendendo as ações, mesmo que os investimentos sejam colocados num horizonte a longo prazo. Mas estou bem ciente de que é preciso tempo para criar riqueza. Quando se investe com a CORUM, somos informados disto desde o início, e sabemos que não é suposto investir durante 15 dias. O que é certo é que se eu tivesse conhecido a CORUM mais cedo, eu teria investido mais cedo.

Porque concordou em vir falar sobre a sua experiência com a CORUM Investments hoje? 

Benjamin: Boa pergunta. Gosto de participar num esforço coletivo quando acredito no projeto. É algo que faço na minha vida quotidiana. E gosto da forma como a CORUM Investments torna o investimento acessível. Para não mencionar o facto de que se a CORUM se sair bem, irá beneficiar-me a longo prazo; por isso é do meu interesse que se saia bem.

Por
ELISA NOLET

 

* CORUM XL é um SCPI gerido pela CORUM Asset Management.
CORUM XL, SCPI visto n°19-10 da AMF de 28 de Maio de 2019
CORUM Asset Management, 1, rue Euler 75008 Paris
Aprovação AMF GP-11000012 de 14 de Abril de 2011

Os produtos comercializados pela CORUM Investments são investimentos a longo prazo que não oferecem qualquer garantia de retorno ou desempenho e apresentam um risco de perda de capital e liquidez. Os rendimentos não são garantidos e dependem do desenvolvimento dos mercados imobiliários e financeiros e da taxa de câmbio. O desempenho passado não é uma indicação de desempenho futuro.

CORUM, SAS com capital social de 101.304,09 euros, RCS Paris No. 851.245.183, com sede social em 1 rue Euler 75008 Paris, registada na ORIAS sob o número 20002932 (www.orias.fr) na sua qualidade de CIF, membro do CNCIF, câmara aprovada pela AMF, MOBSP, MIA e AGA sob a supervisão da ACPR.

Fotografia : Leuchtturm Entertainment

 

Partilhar