Na imprensa

O mercado imobiliário de Itália em junho

A requalificação do antigo pátio ferroviário Scalo Lambrate terá início em breve no âmbito do projeto denominado Lambrate Streaming. O masterplan contempla uma área de 65.000m², com parque público de 41.500m², além de espaços de coworking e diversos serviços com foco na sustentabilidade.

 

Escritórios

Em Milão, a Dws Alternatives GmbH (Deutsche Bank Group) vendeu à Corum Asset Management o Blue Building. O ativo, que cobre uma superfície de 6.744 m², é inteiramente alugado à GE Healthcare e está localizado perto do próspero distrito comercial de Bicocca e das áreas requalificadas de Scalo Greco-Pirelli e MilanoSesto.

Enpaia, o Fundo Mútuo Nacional para Trabalhadores Agrícolas, adquiriu à Generali 50% das ações do fundo Rubens, que detém a Torre Libeskind em CityLife, Milão, por mais de 160 milhões de euros. A torre, batizada de Torre Pwc em homenagem ao seu inquilino, tem 175 metros de altura e é o terceiro arranha-céus da cidade. Desenvolve-se em 34 pisos e cobre 33.500 m².

Por fim, AstraZeneca, Bio4Dreams e Rold em breve mudar-se-ão para Mind Village, o bairro criado a partir da reconversão da Expo em Milão. A Lendlease assinou com as três empresas acordos vinculativos para o arrendamento de um espaço de 5.000 m².

 

Fonte: brainsre.news

Partilhar