Termos de Utilização


image
  1. O presente texto contêm informações importantes sobre as condições (doravante as “Condições”) de acesso e utilização do presente sítio disponível no endereço https://www.corum.pt (doravante o “Sítio”) que se aplicam entre a sociedade que edita o Sítio e qualquer Utilizador do Sítio.
  2. Ao aceder ao Sítio e ao seu conteúdo ou ao utilizar um ou vários dos serviços disponibilizados no Sítio, o Utilizador aceita inteiramente e sem reservas as Condições definidas em seguida e concorda ficar vinculado pelas mesmas por um período de tempo indeterminado. As Condições incluem, designadamente, várias limitações e exclusões de responsabilidade, bem como uma cláusula atributiva de competência para o tratamento de todos os litígios.

As presentes Condições podem ser alteradas, a qualquer altura e sem aviso prévio. As Condições são sistematicamente comunicadas a todas as pessoas que acedem ao Sítio através de uma ligação disponível na página inicial do Sítio. Por conseguinte, o Utilizador é responsável por consultar regularmente estas Condições e respetivas atualizações.

Caso o Utilizador não aceite total ou parcialmente as presentes Condições, não deve utilizar o Sítio.

1. APRESENTAÇÃO DO SÍTIO

1.1. Informações gerais sobre a sociedade gestora

O Sítio é editado pela Sociedade Gestora de Ativos “Corum Asset Management”, SAS, com um capital social de 600 000 € e sede social em 1 rue Euler, 75008 Paris, França, inscrita no Registo Comercial de Paris, sob o n.° 531 636 546, com o código APE 6630 Z (doravante o “Editor” ou a “CORUM AM”), sociedade gestora da SCPI Corum Origin inscrita no Registo Comercial de Paris sob o n.º 749 907 507 e da SCPI Corum XL inscrita no Registo Comercial de Paris sob o n.º 824 562 581.

A CORUM Asset Management beneficia da homologação n.º GP-11000012, de 14 de abril de 2011, conferida pela Autoridade dos Mercados Financeiros (AMF) francesa, e é credenciada no âmbito da diretiva AIFM 2011/61/UE, 17 Place de la Bourse, 75082 Paris Cedex 2. www.amf-france.org

O prospeto SCPI CORUM Origin obteve o visto SCPI n.°12-17, a 24 julho de 2012, da Autoridade dos Mercados Financeiros (AMF) francesa, sita em 17 Place de la Bourse, 75082 Paris Cedex 2. 
O último aviso previsto no artigo 422-196 foi publicado no Bulletin des Annonces Légales Obligatoires n.º61 de 21 de maio de 2018.

O prospeto SCPI CORUM XL obteve o visto SCPI n.°17-05, a 13 de março de 2017, da Autoridade dos Mercados Financeiros (AMF) francesa, sita em 17 Place de la Bourse, 75082 Paris Cedex 2. 
O último aviso previsto no artigo 422-196 foi publicado no Bulletin des Annonces Légales Obligatoires n.º33 de 16 de março de 2018.

O responsável pela publicação do Sítio é Frédéric PUZIN.

O Editor pode ser contactado através do seguinte número de telefone: +33 1 53 75 43 92

1.2. Alojamento do Sítio

O Sítio é alojado pela sociedade Ecritel (https://www.ecritel.fr/fr/), SARL, com sede social em 1 rue Mozart, 92110 Clichy, inscrita no Registo Comercial, sob o n.º 332 484 021, com o código APE 6203Z 

2. AVISOS AOS UTILIZADORES

2.1. Acesso ao Sítio

O Sítio é gratuito e de livre acesso. No entanto, o Editor reserva-se o direito de limitar o acesso, parcial ou total, ao Sítio, de forma unilateral e sem aviso prévio.

O acesso a determinadas áreas do Sítio pode estar sujeito a um registo prévio, segundo um procedimento explicado para o efeito. Caso se aplique, o Editor reserva-se o direito de suspender, limitar ou recusar o acesso ao Sítio, de forma unilateral e sem aviso prévio, a qualquer Utilizador registado (doravante o “Utilizador Registado”) que não respeite as Condições.

2.2. Acesso aos produtos

Em determinados países, o acesso aos produtos apresentados no Sítio pode ser proibido. Da mesma forma, determinadas pessoas podem estar proibidas de aceder aos produtos apresentados no Sítio. 
É da responsabilidade de qualquer pessoa interessada verificar previamente se o seu estatuto jurídico e fiscal lhe permite subscrever os produtos apresentados no sítio www.corum.pt, nomeadamente em função da regulamentação do seu país.
A subscrição de ações da SCPI pode apresentar riscos. O valor dos investimentos pode variar positiva como negativamente, consoante a evolução dos mercados. Não é possível garantir o investimento inicial, o valor das ações dependente do valor dos ativos detidos em carteira, a rentabilidade prevista e o resgate das ações.
A subscrição de ações da SCPI apresenta riscos relativos à liquidez limitada, à inexistência de garantia em matéria de desempenho, rendimento e conservação do capital investido. Trata-se de um investimento a longo prazo.
O tratamento fiscal depende da situação individual de cada acionista e da respetiva taxa de imposto aplicável, e é suscetível de modificação posterior.

2.3. Qualidade das informações fornecidas e política de gestão das reclamações

As informações contidas no Sítio são consideradas fiáveis e atualizadas à data da sua publicação. Estas informações são suscetíveis de modificação posterior. Apesar de toda a atenção dispensada, o Sítio pode apresentar imprecisões, erros ou dados desatualizados.
O Editor chama especialmente a atenção para o facto de que as informações publicadas no Sítio são disponibilizadas apenas a título indicativo, sem qualquer tipo de garantia expressa ou implícita. Em especial, os números citados relativos ao desempenho referem-se aos anos anteriores. As rentabilidades divulgadas representam dados passados, não constituindo garantia de rendibilidade futura. Da mesma forma, as referências a uma classificação não garantem os resultados futuros da CORUM AM nem dos produtos geridos.
O Utilizador é inteiramente responsável pela utilização das informações que lhe são disponibilizadas.
Caso o Utilizador identifique qualquer imprecisão ou incoerência ou caso pretenda apresentar uma reclamação, deve enviar uma mensagem eletrónica para informacao[email protected]
A sociedade gestora compromete-se a acusar a receção de todas as reclamações no prazo de oito dias e a responder no prazo máximo de dois meses. Em última instância, é possível recorrer ao Mediador da AMF.
Para obter mais informações sobre a política de gestão de reclamações, consulte o
documento seguinte. Os clientes luxemburgueses podem consultar o documento seguinte. 

2.4. Hiperligações

O Sítio pode conter hiperligações para outros sítios de Internet geridos por terceiros. No entanto, o Editor não pode de forma alguma verificar regularmente a qualidade desses sítios. Por conseguinte, o Editor não se responsabiliza pelos conteúdos ou serviços disponibilizados nesses sítios.

2.5. Critérios Ambientais, Sociais e de Governo

No âmbito da sua política de investimento, a CORUM AM não toma em consideração em simultâneo os critérios ambientais, sociais e de governo. A gestão implementada através dos fundos não é ditada nem limitada por estes princípios. No entanto, a sociedade gestora leva a cabo as suas políticas de investimento prestando uma atenção especial às normas ambientais e sociais.

3. POLÍTICA DE GESTÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES

3.1. Definição

No quadro da diretiva 2004/39/CE relativa aos mercados de instrumentos financeiros (Diretiva MIF), a CORUM AM instituiu uma política de identificação, prevenção e gestão de conflitos de interesses, que possam surgir no âmbito das atividades exercidas na qualidade de sociedade gestora de ativos, especialista em ativos imobiliários.
Nos termos do artigo L. 533‑10 do Código Monetário e Financeiro e dos artigos 318‑12 e seguintes do Regulamento Geral da AMF, a sociedade gestora pode tomar todas as medidas razoáveis para impedir que os conflitos de interesses prejudiquem os interesses dos seus clientes.
Caso estas medidas não sejam suficientes para garantir, com um grau de certeza razoável, que o risco de prejudicar os interesses dos clientes será evitado, a CORUM AM deve informar os clientes da natureza geral da origem desses conflitos.
Um conflito de interesses é uma situação na qual, no exercício das suas atividades, os interesses da CORUM AM e/ou dos seus clientes e/ou dos seus colaboradores estão em concorrência, direta ou indiretamente, e tal conflito prejudica de forma relevante os interesses do cliente.
As situações de conflito de interesses podem ocorrer quando a CORUM AM ou os seus colaboradores prestam serviços aos clientes. 
As diferentes situações de conflitos de interesses tidas em consideração são as que opõem um cliente a outro cliente, à própria sociedade gestora, a um dos seus colaboradores ou a terceiros. 
No âmbito da aplicação das disposições do Regulamento Geral da AMF (artigos 318‑12 a 318‑15), a CORUM AM implementou um dispositivo que lhe permite prevenir, detetar, gerir, comunicar e arquivar as situações de conflito de interesses.

3.2. Prevenção

A CORUM AM estabeleceu a presente política com vista a prevenir, identificar e gerir rapidamente as situações de conflito de interesses. 
O Responsável da Conformidade e do Controlo Interno (RCCI) informa e sensibiliza todos os colaboradores quanto às suas obrigações e restrições relativas à política de gestão de conflitos de interesses em vigor na sociedade. Esta informação é transmitida através da divulgação da própria política e da disponibilização de um conjunto de documentação na rede interna, incluindo, entre outros, textos regulamentares, textos jurídicos, o regulamento interno e o código deontológico, e relatórios periódicos de conformidade e controlo interno.

3.3. Deteção

A CORUM AM realizou um levantamento das situações suscetíveis de configurarem conflitos de interesses tendo em conta a sua dimensão, a sua organização, a natureza, a importância, a complexidade e a diversidade das suas atividades. 
Para cada situação, a CORUM AM analisou se o risco é real ou potencial para um ou vários clientes. Cada fonte de conflitos de interesses tem um dispositivo de prevenção associado, bem como os respetivos procedimentos e controlos de primeiro e segundo níveis. 
O mapeamento dos potenciais conflitos de interesses é atualizado periodicamente para integrar os desenvolvimentos e as evoluções das atividades da CORUM AM.

3.4. Gestão

A CORUM AM faz a gestão das situações de conflitos de interesses potenciais ou reais com base:
- no seu código deontológico, que todos os colaboradores têm de respeitar;

  • num dispositivo de controlo que permite zelar pela prevenção de conflitos de interesses e as medidas corretivas a adotar; 
  • na separação de funções para assegurar a independência de ação (barreira de informação). 

Assim que um conflito de interesses é identificado, o RCCI, em colaboração com a Administração, toma as medidas apropriadas para gerir o conflito de forma a defender os interesses do cliente.

3.5. Procedimento a seguir em caso de conflito de interesses

O RCCI é responsável por atualizar a lista de cenários típicos de conflitos de interesses (mapeamento dos potenciais conflitos de interesses) e por registar os conflitos de interesses reais.
Em caso de novo conflito de interesses potencial, o RCCI deve informar e encaminhar imediatamente a informação para a Administração, que terá a responsabilidade de aceitar ou recusar a operação suscetível de causar um conflito de interesses e de gerir o caso de forma a defender os interesses do cliente.
Nos casos em que não é possível garantir, com um grau de certeza razoável, que serão evitados os riscos de os interesses dos clientes serem prejudicados, deve-se informar o cliente da natureza e da origem do conflito de interesses, para que este possa decidir com pleno conhecimento de causa as ações a tomar. Para tal, o RCCI, em colaboração com a Administração, decidirá, caso a caso, quais as modalidades de informação desse cliente (colaborador responsável, canais de difusão). A CORUM AM se deve abster definitivamente, se nenhuma solução permitir respeitar os interesses do cliente.

3.6. Conservação dos conflitos de interesses

O RCCI tem de conservar todos os documentos e comprovativos relativos a um conflito de interesses e manter e atualizar regularmente um registo de conflitos de interesses reais ou potenciais.

4. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DOS DIREITOS DE VOTO

Em conformidade com a regulamentação em vigor, as sociedades gestoras devem formalizar e publicar um procedimento relativo aos direitos de voto dos gestores.

A CORUM AM é uma sociedade gestora de ativos homologada pela AMF, a 14 de abril de 2011, para prestar serviços de gestão de investimentos por conta de terceiros e gestão coletiva imobiliária. 

Relativamente aos pontos anteriores, a CORUM AM dedica-se apenas à negociação de títulos vivos (ações ou investimentos semelhantes), sendo que os veículos geridos apenas podem ser investidos em ativos imobiliários e investimentos de baixo risco. 

Relativamente à SCPI, os investimentos são líquidos e feitos em produtos monetários e certificados de depósito de prazo fixo.
Todos os gestores têm o direito de votar, mediante procuração, caso se aplique, passada por um dos representantes legais da sociedade gestora. O gestor financeiro não é um representante legal da sociedade. Não obstante, pode atuar junto dos estabelecimentos financeiros onde os investimentos são mantidos.

Caso as atividades de gestão da CORUM AM possam evoluir e necessitem de alterações ao exercício do seu direito de voto, a sociedade gestora compromete-se a atualizar a sua política de direito de voto e a disponibilizá-la aos investidores.
De qualquer forma, a CORUM AM exerce o seu direito de voto no estrito interesse dos acionistas.
Para tal, e no quadro da prevenção e gestão de conflitos de interesses, a sociedade gestora poderá decidir, por defeito, basear as suas decisões de voto nas recomendações formuladas pela associação profissional à qual pertence, ou seja, à ASPIM.

5. POLÍTICA DE MELHOR SELEÇÃO – MELHOR EXECUÇÃO

5.1. Princípios

Esta política descreve os princípios de melhor execução/melhor seleção implementados pela CORUM AM no âmbito das subscrições recebidas pelos produtos geridos e dos investimentos dos fundos disponíveis.
Em conformidade com a regulamentação em vigor, a CORUM AM definiu a sua política de melhor execução/melhor seleção com vista a garantir aos seus clientes, no âmbito da gestão e comercialização das SCPI:
- por um lado, a melhor execução das operações iniciadas sobre instrumentos financeiros;
- por outro, a melhor seleção dos intermediários que executam essas operações. 
Concretamente, a política descreve os dispositivos aplicados:
- quando a sociedade gestora recebe uma ordem (de venda ou compra) de ações de uma SCPI gerida
- quando a sociedade gestora investe os fundos disponíveis.

5.2. Dispositivo implementado no âmbito dos produtos geridos

Quando a sociedade gestora recebe uma ordem de subscrição ou resgate de um cliente, relativa a ações da SCPI geridas pela sociedade gestora, esta executa as ordens respeitando as obrigações regulamentares (data/hora, inscrição no registo, período de validade, etc.).
Tratam-se de princípios objetivos que permitem, através da comparação das ordens de compra e venda, obter um preço de execução no mercado secundário.
Nas condições descritas no Regulamento Geral da AMF (artigo 422-204 e seguintes), este preço de execução é aquele ao qual a maior parte das ações podem ser transacionadas (os casos específicos são enunciados no artigo 422-231). O cálculo mecânico do preço de execução garante sempre a obtenção do melhor resultado possível.
As ordens relativas às ações da SCPI de capital variável não transitam no mercado secundário.
Os preços de subscrição e resgate são fixados pela sociedade gestora e mantêm-se fixos para todos os subscritores.
Também assim é garantida a melhor execução neste quadro particular.

5.3. Dispositivo implementado no âmbito da execução de ordens sobre instrumentos financeiros detidos pelos produtos geridos

Neste quadro específico, a sociedade gestora irá recorrer aos serviços de um intermediário financeiro. Por conseguinte, está sujeita à obrigação de melhor seleção que decorre da obrigação de melhor execução. 
Mais concretamente, a CORUM AM garante uma melhor execução das ordens ao selecionar as entidades encarregues da execução das suas ordens com base nos seguintes critérios:
- preço do instrumento financeiro
- custo de execução
- rapidez de execução
- liquidez do local de execução. 
Os investimentos e as ordens estão de acordo com a estratégia financeira descrita no prospeto e dizem apenas respeito a determinadas categorias de instrumentos financeiros.
O gestor financeiro estabelece uma seleção de alguns produtos similares que se enquadram neste quadro e a escolha de um produto é efetuada em colaboração com outro gestor (gestor imobiliário ou gestor financeiro adjunto). Os critérios de seleção são a divisa, os riscos de contraparte, a evolução do desempenho ao longo dos últimos cinco anos e adequação com a estratégia do produto. A escolha é materializada, no mínimo, num registo eletrónico.
A sociedade gestora conserva estes dados por um período mínimo de cinco anos.
A CORUM AM avalia e atualiza regularmente a sua política de melhor execução/melhor seleção.

6. POLÍTICA DE REMUNERAÇÕES CORUM

A Corum Asset Management definiu uma política de remunerações de todos os seus colaboradores com base na realização de critérios quantitativos e qualitativos.

7. RESPONSABILIDADE

7.1. Exclusão de responsabilidade e garantia do Editor

A utilização do Sítio e das respetivas informações são da exclusiva e inteira responsabilidade dos Utilizadores.

Consequentemente, o Editor e respetivos parceiros, colaboradores ou qualquer outra parte envolvida na criação e exploração do Sítio, não serão responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, qualquer que seja a sua natureza, que resulte do acesso, da utilização (mesmo que parcial) e da interpretação das informações deste Sítio.

7.2. Responsabilidade e garantia do Utilizador do Sítio

O Utilizador garante e indemniza o Editor e respetivos parceiros, colaboradores ou qualquer outra parte envolvida na criação e exploração deste Sítio de qualquer ação ou reclamação de uma parte terceira resultante da utilização do Sítio por parte do Utilizador ou ainda de todas as consequências lesivas resultantes, direta ou indiretamente, da utilização que o Utilizador faça do Sítio.

O Utilizador é inteiramente responsável por todos os danos, prejuízos, custas judiciais e despesas de advogado incorridos pelo Editor e respetivos parceiros, colaboradores ou qualquer outra parte envolvida na criação e exploração deste Sítio.

O Utilizador é inteiramente responsável por verificar se os Conteúdos do Sítio respeitam a legislação do país a partir do qual acede ao Sítio. É proibida a utilização do Sítio em violação das disposições legais, regulamentares ou deontológicas aplicáveis no país a partir do qual o Utilizador acede ao Sítio. O Editor ou qualquer outra parte envolvida na criação e exploração do Sítio jamais serão responsabilizados pela violação da legislação do país onde o Sítio é utilizado.

8. Cookies

O que é um cookie? 
Um cookie é um ficheiro instalado no seu dispositivo, que permite armazenar informações relativas ao seus hábitos de navegação no nosso Sítio (configurações de ligação, páginas visitadas, etc.).

Quais são os tipos de cookies usados pela CORUM AM? 

Os cookies que emitimos
Permitem melhorar a experiência dos Utilizadores online. Nomeadamente:

·         Cookies que nos permitem conhecer melhor os hábitos de utilização do Sítio por parte dos visitantes para que possamos melhorar constantemente os nossos serviços

·         Cookies que permitem aos nossos parceiros direcionar melhor os seus visitantes para o nosso sítio e proporcionar-lhes uma experiência fluida

·         Cookies emitidos no nosso sítio por terceiros 
As principais entidades terceiras que utilizam cookies quando os Utilizadores navegam no nosso Sítio são a Google e os nossos parceiros dos media

·         Google
A CORUM AM utiliza o Google Analytics™, um serviço de análise de sítios de Internet fornecido pela Google Inc. O Google Analytics™ utiliza cookies para nos ajudar a analisar a utilização do sítio por parte dos nossos utilizadores e a produzir estatísticas.

·         Parceiros dos media
A CORUM AM estabeleceu parcerias com sítios de media, para que os visitantes desses sítios possam conhecer a CORUM AM e os serviços que disponibilizamos. São utilizados cookies para permitir uma navegação fluida entre os sítios dos nossos parceiros e o nosso Sítio.

Como exercer as suas opções relativas aos cookies? 
Pode gerir os cookies de várias formas. As definições de cookies podem afetar a sua experiência de navegação na Internet. Para aceder a determinados serviços, os cookies têm de estar ativados.
A qualquer altura, pode definir quais os cookies autorizados, seguindo os passos descritos mais abaixo.

As opções disponíveis no seu navegador de Internet

Pode configurar o seu navegador de Internet para que este aceite – ou rejeite – o armazenamento de cookies no seu dispositivo, de forma sistemática ou consoante o emissor.

Como definir as suas escolhas consoante o navegador de Internet que utiliza?

Cada navegador de Internet tem um procedimento específico para definir o modo como os cookies são tratados. Normalmente, o procedimento é descrito no menu de ajuda do navegador de Internet:

·         Internet Explorer™: abra o menu “Ferramentas”, depois selecione “Opções da Internet”; clique no separador “Privacidade” e, depois, no separador “Avançadas” escolha o nível desejado.

·         Firefox™: abra o menu “Opções” e selecione “Privacidade”; depois no menu “Histórico”, em “O Firefox irá”, selecione “Utilizar definições personalizadas para o histórico” e, depois, escolha as opções desejadas. 

·         Chrome™: Clique no menu Chrome na barra de ferramentas do navegador; selecione “Definições”; clique em “Mostrar definições avançadas”; na secção “Privacidade”, clique no botão “Definições de conteúdo”; na secção “Cookies”, pode modificar o modo de tratamento dos cookies.

·         Safari™: escolha “Safari > Preferência” depois clique em “Privacidade”; na secção “Cookies e dados de websites” escolha as opções desejadas.

9. PROPRIEDADE DO SÍTIO E DOS RESPETIVOS CONTEÚDOS

9.1. Proteção dos conteúdos do Sítio

Todos os direitos de propriedade intelectual relativos ao Sítio e aos seus conteúdos (doravante os “Conteúdos”) – nomeadamente textos, bases de dados, software, aplicações, apresentações de slides, logótipos, imagens, desenhos e gráficos – são propriedade do Editor ou de terceiros que deram autorização ao Editor para usar os mesmos.

Todos os Conteúdos estão protegidos pelas legislações francesa e internacional, nomeadamente, se for esse o caso, leis de direitos de autor, desenhos e modelos, marcas comerciais e bases de dados.

Os nomes e as marcas referidos no Sítio são marcas registadas do Editor ou dos seus beneficiários económicos. É proibida a reprodução, imitação e, em sentido lato, a exploração dessas marcas.

9.2. Utilização do Sítio

O Utilizador utiliza este Sítio exclusivamente para fins pessoais e privados. Por conseguinte, o Editor concede ao Utilizador apenas uma autorização de visualização do Sítio.

É estritamente proibida qualquer outra utilização (designadamente, reprodução, representação, modificação, adaptação, distribuição para fins comerciais, lucrativos ou não) sem o prévio acordo por escrito do Editor.

Dado que o Editor é o produtor e proprietário de toda ou qualquer parte das bases de dados presentes ou utilizadas no Sítio, é estritamente proibido, por exemplo, extrair e utilizar toda ou qualquer parte do conteúdo das bases de dados no Sítio.

9.3. Hiperligações

Não é permitido colocar hiperligações diretas para os documentos ou páginas do Sítio, sem a prévia autorização do Editor.

10. DISPOSIÇÕES DIVERSAS

10.1. Tradução

A tradução das Condições para inglês ou qualquer outra língua é fornecida a título meramente indicativo. Em caso de discrepância entre a versão inglesa e a versão francesa, esta última é a única que faz fé e que vincula as duas partes e rege a relação com o Editor.

10.2. Reclamações

As reclamações e denúncias de um abuso ou de uma violação dos direitos de propriedade intelectual devem ser enviadas por escrito para o seguinte endereço: [email protected]

10.3. Lei aplicável e foro

O Sítio foi concebido e está alojado em França. As Condições estão sujeitas à legislação francesa.

Em caso de litígio relativo à aplicação ou interpretação das Condições ou, no sentido lato, à utilização do Sítio por parte de qualquer pessoa singular ou coletiva, é expressamente acordado que os tribunais franceses têm competência exclusiva, mesmo no caso de ação para execução da garantia ou de pluralidade de demandados.

11. ESPAÇOS RESERVADOS

11.1. Acesso protegido aos espaços

Estão disponíveis um espaço dedicado aos parceiros Consultores de Investimentos Financeiros, que celebraram um contrato com a sociedade gestora ou um intermediário autorizado, bem como um espaço reservado (doravante o “Espaço Reservado”) para os acionistas da SCPI. Cada utilizador tem um nome de utilizador e uma palavra-passe personalizada para aceder ao Espaço Reservado. Na primeira vez que entrar no seu espaço, o parceiro ou acionista (doravante o “Utilizador Registado”) pode identificar-se graças ao seu endereço de correio eletrónico, o nome de utilizador que lhe foi indicado previamente pela sociedade gestora CORUM AM (correspondente ao número de cliente) e o seu código postal.

Depois, pode definir outra palavra-passe e guardá-la para iniciar sessão no futuro. Antes de cada abertura de conta, é realizada uma verificação de coerência entre o nome de utilizador e o código postal.

Caso não se lembre da palavra-passe, o Utilizador Registado deve seguir um processo específico e semelhante aquele que é utilizado para aceder pela primeira vez ao seu Espaço Reservado. Depois, o Utilizador Registado é convidado a alterar a sua palavra-passe.

As palavras-passe são conservadas diretamente na empresa que aloja o Sítio. Não são geridas pela sociedade, a fim de garantir a sua conservação em total segurança.

11.2. Conteúdos acessíveis

O Espaço Reservado ao “Acionista” contém as informações e os dados seguintes (não exaustivos):

  • Dados civis e morada do acionista;
  • Movimentos e saldo da sua carteira;
  • Montantes dos dividendos pagos por período.


Cada acionista, Utilizador Registado, pode transferir, através do seu espaço, os seus certificados nominativos de ações.

O Espaço Reservado ao “Consultor Financeiro” contém as informações e os dados seguintes:

  • Dados civis e morada do parceiro;
  • Informações sobre a sua carteira de clientes;
  • Montantes das comissões recebidas mensalmente.


Cada parceiro, Utilizador Registado, pode transferir, através do seu espaço, o seu extrato mensal de comissões.

Além disso, importa salientar que o Sítio não oferece nenhuma compra de ações da SCPI online.

No entanto, pode enviar-nos um pedido de informação através da secção “Contactos” ou preencher um formulário de subscrição que é gerado no formato PDF. Em seguida, este formulário deverá ser impresso, assinado pelo cliente e enviado na versão original à sociedade gestora. Esta reserva-se o direito de recusar qualquer formulário que receba após um preenchimento online, devido à regulamentação em vigor e aos controlos que deverá realizar, nomeadamente quanto ao estabelecimento de uma relação com um cliente e quanto à luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo.

11.3 Avisos

O Utilizador Registado é inteiramente responsável por garantir a confidencialidade dos seus dados de início de sessão nos Espaços Reservados. Cabe-lhe tomar todas as medidas necessárias para proteger os seus próprios dados.

A sociedade CORUM AM envida todos os esforços para dar a maior atenção à qualidade das informações fornecidas nos Espaços Reservados. Todavia é possível que, de forma excecional e independentemente da vontade da sociedade CORUM AM, os Espaços Reservados apresentem informações erradas ou imprecisas, omissões ou dados publicados independentemente da vontade da sociedade CORUM AM.

A sociedade CORUM AM chama em especial a atenção para o facto de que as informações publicadas no Sítio são fornecidas a título meramente indicativo e sem qualquer tipo de garantia expressa ou implícita. Apenas os extratos mensais, trimestrais e anuais enviados em formato papel fazem fé entre a sociedade CORUM AM e os parceiros ou os acionistas. Os Espaços Reservados não têm, assim, por objeto a realização online de operações financeiras de qualquer natureza (ordem de compra/venda, subscrição, etc.).

O Utilizador Registado é inteiramente responsável pela utilização das informações que lhe são disponibilizadas. É convidado a utilizar essas informações com prudência e a fazer a sua própria apreciação das mesmas.

Como tal, a utilização dos Espaços Reservados é da exclusiva e inteira responsabilidade dos Utilizadores Registados.

Consequentemente, a CORUM AM e respetivos parceiros, colaboradores ou qualquer outra parte envolvida na criação e exploração dos Espaços Reservados, não serão responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, qualquer que seja a sua natureza, que resulte do acesso, da utilização (mesmo que parcial) e da interpretação das informações deste Sítio.

11.4 Cancelamento da inscrição e eliminação da conta

O Utilizador Registado pode cancelar a sua própria inscrição, seguindo as informações fornecidas para esse efeito no seu Espaço Reservado.

Em caso de violação das presentes Condições, a sociedade CORUM AM pode decidir suspender, limitar ou cancelar, de forma temporária ou definitiva, o acesso do Utilizador Registado ao Espaço Reservado, de forma unilateral e sem aviso prévio. Nesse caso, o Utilizador Registado não poderá exigir qualquer indemnização em caso de erro da sociedade CORUM AM.