Artigos
O impacto do Coronavírus
21.07.2020
O impacto do Coronavírus: Ponto de situação em julho
O impacto económico da epidemia Covid-19 é inegável, tanto a nível nacional como mundial. No que diz respeito às soluções de poupança oferecidas pela CORUM, este impacto pode fazer sentir-se de duas formas:
  1. Uma diminuição da performance anual e, como tal, do dividendo mensal pago aos investidores
  2. Uma diminuição no valor dos edifícios, resultando numa diminuição do valor da ação

 

CORUM Origin e CORUM XL: diversificação e investimento a longo prazo
Para lidar com estas situações, as nossas soluções imobiliárias têm grandes vantagens, incluindo uma diversificação quase única entre as soluções de poupança:
  1. Um portefólio de 126 edifícios no CORUM Origin e 34 no CORUM XL
  2. Edifícios localizados num total de 16 países da Europa (13 no CORUM Origin e 11 no CORUM XL)
  3. Mais de 250 arrendatários (242 no CORUM Origin e 73 no CORUM XL) de diferentes setores de atividade e criteriosamente selecionados pela sua capacidade financeira

A diversificação é uma boa proteção: por exemplo, assumindo que 30% dos nossos arrendatários deixariam de pagar a renda pelo período de um ano, a performance* de 6,26% alcançada por CORUM XL em 2019 passaria para 4,4%. É certamente dececionante em comparação com o objetivo de performance anual de 5% *, mas tal deve ser colocado em perspetiva no contexto desta crise.

Parte das questões relevantes que impactam as nossas soluções dizem respeito, em particular, aos arrendatários dos edifícios. A epidemia afeta muitos países Europeus: é, por isso, necessário pensar na situação à escala continental. A diversificação geográfica e setorial das nossas soluções imobiliárias é um trunfo importante na resistência a um fenómeno desta magnitude. No entanto, os efeitos reais que irão permanecer no final da crise, na economia de cada país, não poderão ser previstos agora.

Pensar a longo prazo também é uma proteção. Ao contrário dos mercados acionistas onde a volatilidade é elevada, as nossas soluções de investimento imobiliário estão ligadas à economia real e foram concebidas para lhe oferecer a melhor estabilidade possível no longo prazo. O mercado acionista nacional (PSI 20) perdeu mais 9%** do seu valor em apenas um dia. Uma perda equivalente no fundo CORUM Origin implicaria que 100% dos arrendatários deixassem de pagar as rendas durante um período de 18 meses.

 

A nossa resposta às dificuldades encontradas pelos nossos arrendatários

Hoje enfrentamos uma situação excecional. Temos de continuar a pensar a longo prazo, para além desta crise. Por isso, vamos ajudar os arrendatários mais afetados por esta crise, adiando o pagamento das suas rendas. Isto permitir-lhes-á ultrapassar esta difícil situação e retomar a sua atividade o mais rapidamente possível. Com esta ação, reunimos as condições para recuperar rapidamente a performance dos nossos fundos. E todos ficamos a ganhar com esta solidariedade; o pior cenário seria a posse de uma carteira imobiliária com edifícios sem arrendatários.

Foram feitos três tipos de pedidos por parte dos arrendatários:

  1. Pedidos de supensão de renda: as rendas deixariam de ser pagas durante um período específico. Esta suspensão teria um impacto negativo nos dividendos mensais e anuais.
  2. Pedidos de adiamento de renda: as rendas seriam pagas mais tarde, em 2020, de acordo com um calendário validado com o arrendatário. Este adiamento teria um impacto negativo e depois positivo no pagamento dos seus dividendos mensais, mas não teria impacto no dividendo anual.
  3. Pedidos futuros: alguns arrendatários comunicaram-nos as suas dificuldades e já estamos a antecipar eventuais pedidos de suspensão ou adiamento para as próximas semanas, sem mais pormenores até à data.

Estes são os elementos-chave que resumem a situação até à data de 21 de julho: 

  1. Aproximadamente um terço dos nossos arrendatários contactou-nos desde o início do confinamento para nos informar sobre as suas dificuldades e iniciar uma discussão transparente. 
  2. O total dos pedidos recebidos hoje representa cerca de 4,5% da renda anual do CORUM Origin e a pouco mais de 2,1% da renda anual do CORUM XL. 
  3. Aceitámos 45% dos pedidos sob forma de adiamento de pagamentos, sem qualquer impacto na performance anual dos investimentos. 

 

Encontrará abaixo o impacto máximo estimado até ao dia 21 de julho destes três tipos de pedidos sobre o total das rendas para 2020:

pt - corona 21 julho

 

Como exemplo, e considerando o pior cenário, encontrará abaixo uma simulação do impacto dos pedidos de suspensão das rendas no objetivo de performance anual (não garantido) * dos nossos fundos imobiliários:

CORUM INVESTMENTS_CORONA_PERFORMANCE 21 julho

 

Cada pedido que recebemos é meticulosamente analisado e é iniciado um processo de diálogo com o arrendatário em causa. Para pedidos financeiramente justificados, damos uma resposta favorável. Também nos mantemos extremamente vigilantes para não sermos objeto do comportamento pouco correto de arrendatários que pretendam tirar partido da situação. 

 

CORUM Investments: A nossa equipa mobilizada para si

No seguimento da evolução da crise do Coronavírus, ativámos o nosso plano de continuidade do negócio: toda a nossa equipa continua disponível e realiza as suas tarefas em regime remoto, a partir de casa.

Neste período de confinamento, este plano permite-nos assegurar com tranquilidade:

  1. A gestão dos imóveis, mantendo uma relação ininterrupta com os nossos arrendatários
  2. A gestão dos seus investimentos e o apoio diário a todos os nossos investidores

 

 

Pode contar com a nossa mobilização durante esta crise. Toda a equipa da CORUM Investments está disponível para responder às suas perguntas.

Obrigado pela sua confiança.

A equipa CORUM Investments

 

 

 

**Taxa de rentabilidade ou distribuição: Taxa de distribuição sobre o Valor de Mercado, definida como o dividendo bruto, antes das retenções na fonte francesas e estrangeiras, pago no ano n (incluindo dividendos extraordinários intercalares e participação nas mais-valias distribuídas) pelo preço médio de compra do ano n da unidade. Este indicador permite avaliar a performance financeira do fundo.

**Com um rendimento (não garantido) de 6% ao ano para CORUM Origin, obtém-se um desempenho de 9% em 18 meses.

Adquirir ações dos fundos CORUM Origin e CORUM XL é efetuar um investimento imobiliário. Como qualquer investimento imobiliário, trata-se de um investimento a longo prazo, com um horizonte de investimento a 10 anos, cuja liquidez é limitada. Há o risco de perda do capital investido, os rendimentos não são garantidos e dependem da evolução do mercado imobiliário e das taxas de câmbio. A Sociedade Gestora não garante a revenda das ações. Como qualquer investimento, as rentabilidades passadas, não constituem garantia de rentabilidade futuro.