Na imprensa
Corum investe 132,7 milhões de euros no segundo trimestre
25.08.2020
O investimento da Corum foi realizado entre abril e junho na compra de oito edifícios na Holanda, Itália, Polónia, Noruega e Reino Unido.

Em Portugal, a sociedade já investiu 60 milhões de euros e conta de resto com uma sucursal em Lisboa.

A Corum realizou um investimento de 132,7 milhões de euros no segundo trimestre com a compra de oito edifícios na Holanda, Itália, Polónia, Noruega e Reino Unido. Esta aquisição da sociedade francesa foi realizada através dos seus fundos Corum Origin e Corum XL, informa o grupo em comunicado esta terça-feira, 25 de agosto.

A sociedade francesa que gere mais de 4 mil milhões de euros em soluções de poupança e tem os seus fundos também comercializados em Portugal, onde já investiu mais de 60 milhões de euros e conta de resto com uma sucursal em Lisboa.

Nos investimentos em Portugal destaque para dois edifícios de formação profissional nas cidades do Porto e Braga, por 9,8 milhões de euros em 2018, estando arrendado ao grupo Rumos, durante um período de 10 anos. No entanto, boa parte do investimento foi feito em três espaços comerciais das lojas Pingo Doce de Sesimbra, Grijó e Tondela, num total de 45,4 milhões de euros.

Dos oito imóveis adquiridos destaque para a aquisição na Polónia de um edifício no valor de quase 62 milhões de euros, onde trabalham 1.500 colaboradores da empresa de transportes DSV, e para o edifício na Noruega que alberga um concessionário e centro de assistência da Tesla. Ambos os fundos investem apenas em imóveis comerciais, sendo a gestão integral dos edifícios feita pela Corum.

José Gavino, diretor da Corum em Portugal, explica que “esta estratégia permite-nos uma proximidade muito grande com os arrendatários e foi esta proximidade que nos permitiu atuar de imediato quando a pandemia chegou à Europa e tomar medidas que melhor se ajustassem às necessidades dos nossos arrendatários e dos nossos acionistas”.

 

Fonte: Jornal Económico