A aquisição de unidades de participação no fundo CORUM (SCPI) é um investimento imobiliário: trata-se de um investimento de longo prazo cuja liquidez é limitada e, o capital e os rendimentos não são garantidos.

Glossário do investimento

MAIS-VALIA

Uma mais-valia é um ganho financeiro que equivale à diferença entre o preço de venda e o preço de compra. É um dos objetivos pretendidos ao investir, tanto relativamente à aquisição de bens imobiliários ou de títulos financeiros como, por exemplo, na compra de ações.

Mais-valia imobiliária

Os investidores têm como objetivo realizar mais-valia aquando da revenda dos seus bens. Estes bens podem ser um armazém, um terreno, uma habitação, um parque de estacionamento, etc. Para isso, o montante da venda deve ser mais elevado que o preço de compra, mas não só. De facto, em França, os eventuais ganhos gerados são tributados, mas podem também dar direito a determinadas isenções fiscais.

Lucros sobre valores mobiliários

Uma ação é um título cujo preço tanto pode flutuar em alta como em baixa em função das condições de mercado da empresa emitente. Após a venda, a parte dos lucros que o acionista recebe são os dividendos, que são considerados fiscalmente como receitas e estão por isso sujeitos a impostos.

Caso dos investimentos coletivos em imobiliário      

A Sociedade Civil de Investimento Imobiliário ou SCPI é um caso particular. Ela permite constituir e valorizar um património e receber os rendimentos resultantes das rendas. Com este produto imobiliário, as mais-valias potenciais resultantes da revenda surgem como complemento das rendas recebidas pelo participante durante o prazo de detenção das suas unidades de participação.

Normas de tributação das mais-valias

As mais-valias imobiliárias estão sujeitas a um imposto específico sobre os rendimentos. Isto abrange todo o tipo de bens imobiliários: tanto profissionais como residenciais, bem como as unidades de participação das Sociedades Civis.