A aquisição de unidades de participação no fundo CORUM (SCPI) é um investimento imobiliário: trata-se de um investimento de longo prazo cuja liquidez é limitada e, o capital e os rendimentos não são garantidos.

Glossário do investimento

BENS IMÓVEIS (IMOBILIÁRIO)

Do ponto de vista jurídico, os bens imóveis são propriedades estáticas (que não se podem mover) como os terrenos ou os edifícios residenciais ou profissionais. Para as pessoas singulares ou as empresas, os bens imóveis representam uma potencial fonte de rendimentos.

Os bens imóveis na economia

Os bens em questão podem ser terrenos, edifícios, vivendas ou apartamentos. Agrupam-se de acordo com alguns critérios como a idade (novo ou antigo), o tipo ou a superfície. É possível comprar, vender e arrendar bens imobiliários. São a base de um importante mercado num setor fundamental na economia de um país.

Os bens imóveis e as receitas que podem gerar

A aquisição de imóveis pode estar na origem de diversos fluxos de caixa. A noção de bem está muitas vezes associada à ideia de fonte de receitas adicionais para o proprietário. O primeiro método para as gerar é efetuar um investimento para arrendamento, em que as rendas se adicionam às receitas mensais. O segundo é realizar mais-valias através da revenda do bem.

Propriedades imobiliárias residenciais

Existem diferentes tipos de bens imóveis residenciais ou profissionais. Na primeira categoria encontra-se o terreno a explorar para a construção de uma habitação. Há também o apartamento, que é uma habitação situada num imóvel, com um número definido de compartimentos. Pode estar na posse de um único proprietário ou na de vários, em regime de condomínio. Esta categoria também inclui a vivenda, que é um tipo específico de imóvel destinado a utilização familiar.

Investir em imóveis profissionais

Os imóveis não residenciais são edifícios como escritórios, lojas ou armazéns. Trata-se de um mercado à parte, onde os particulares só podem aceder através de uma SCPI. Uma sociedade civil de investimento imobiliário, ou SCPI, é o produto financeiro que permite às pessoas singulares a detenção de imóveis profissionais. É um investimento coletivo que permite deter participações num património gerido por uma sociedade gestora.